Mapeamento Cultural

Mapeamento Cultural local
Itaim Paulista / Vila Curuça

itaim

Realização ( Proposta )

Grupo de Trabalho de Cultura Itaim Paulista
Subprefeitura do Itaim Paulista
Supervisão de Cultura do Itaim Paulista
CAE – Câmara de Animação Economica
Casa de Cultura do Itaim Paulista

Colaboradores: ( Proposta )

CEDAI – Resp. Prof. Produtor Cultural Andre Ruiz
Escola de Samba Unidos de Santa Barbara
Entre outros a se inserirem no processo.

Maio de 2013

O mapeamento Cultural local Itaim Paulista / Vila Curuça.

O trabalho de realizar o Mapeamento Cultural de uma cidade ou de uma região surge como uma possibilidade técnica de levantar informações completas sobre a cultura, para, além de disponibilizá-las, avaliar a experiência acumulada e as possibilidades de negócios que ainda podem ser desenvolvidos na área da Economia Criativa da localidade.
Além de entender e mapear atores, saberes e fazeres, o mapeamento avalia as possibilidades de geração de renda e empregos, bem como as necessidades que limitam o crescimento de associações, cooperativas culturais, negócios pessoais e familiares, micro e pequenas empresas. Oferece, também, sugestões de alternativas para maximizar as ações de instituições públicas e privadas, que atuam ou pretendam atuar na região.
O mapeamento cultural realiza um levantamento minucioso da situação e das possibilidades do desenvolvimento da Economia Criativa na cidade ou na região, considerando os empreendimentos e iniciativas associativas e individuais e as oportunidades de negócios existentes e potenciais.
O trabalho é importante para detectar e entender quem são os atores e quais são os saberes e fazeres em todo o universo cultural da localidade.
Através da Subpreitura local “que tem em suas funções incentivar ações locais”, seus equipamentos Culturais, equipamentos de outras secretarias que também atuam na região, associações e pessoas interessadas nessa ação, o mapeamento identificara cada ações tentando sincronizar a cadastros já existentes nas esfera, Municipal Estadual e Federal.
O mapeamento sugere alternativas para aumentar a interação entre a população e a produção cultural e indica alternativas para maximizar as ações de instituições públicas e privadas, que atuam ou pretendam atuar na cidade ou na região.
Todas as informações coletadas pelo Mapeamento Cultural são disponibilizadas em um sistema de banco de dados, que permite consultas na internet. Esses dados mapeados, fotografias, vídeos, depoimentos e mapas facilitam o acesso aos artistas, artesãos, instituições públicas e privadas e aos acervos existentes na cidade e na região, aumentando as possibilidades de comunicação e consumo da Economia da Cultura.

Como participar do Mapeamento Cultural local?

Dirija-se ao endereço abaixo e solicite o cadastramento.

Supervisão de Cultura do Itaim Paulista
Casa de Cultura do Itaim Paulista
R. Br. de Alagoas, 340 – Itaim Paulista
São Paulo – SP

cronograma

Historia dos mapeamentos cultural na região de
Itaim Paulista /Vila Curuça

Em 2002 com a criação das subpreituras nas 31 regiões da cidade, entendeu-se que o governo estaria distribuindo o poder de forma local para estar realizando ações de mudança em cada região da cidade, em 2003 é realizado a construção do maior espaço cultural da região denominado-se CEU- Centro de Educação Unificado, que interagia com Edução, Esporte e Cultura, nessa mesma época começa-se a discutir um mapeamento da cultura local, já no inicio de 2004 forma-se um grupo de trabalho pro-cultura junto ao Sub prefeito na época João Francisco e compostos pelo CEU Parque veredas, Coordenador de Projeos Externo André Ruiz pelo CEU Curuça Coordenador de Projeos Externo Anderson Ruiz, a Coordenadora da Casa de Cultura Cassia Lima e o Coordenador de Ação Social Ademar Silva Neto, alem de convidados de outros equipamentos Culturais ( Casa de Cultura de São Miguel ), Ongs entre outros.
Este levantamento possibilitou a criação do maior evento de aniversario do Bairro que durou 1 mês e contou com eventos como o 6 Itaim Festival que foi realizado exclusivamente com artistas locais tendo 250 voluntários trabalhando em 7 palcos simultâneas, unindo o poder publico com ONGS locais, Secretaria de Cultura, Educação, Ação Social, Subprefeitura entre outras, em um mesmo propósito em um mesmo evento.
Em 2004 o governo perde as eleições ficando somente até este ano essa ação de política publica local, em 2008 a ONG AARCA realizou um grande mapeamento mais os dados nunca chegou ao Bairro do Itaim, sendo a única ação registrada no local.

Plano de Ação e Metas

O mapeamento da Cultura local é necessário hoje o mais breve possível, para poder dar formato ao ideário cultural da região de forma sistêmica e produtiva, os Artistas após quase 9 anos de vaco cultural, reivindicam a ação sistematizada na região e a volta de um Plano de cultura realizado pela Subprefeitura local, para tomar medidas de mudança, o mundo evolui e pede que poder publico também evolua.
A proposta é a criação do Mapeamento Cultural local sincronizado com o plano Nacional de Cultura, que visa ate 2020 um grande investimento em cultura a nível nacional.
Este levantamento será realizado através da criação de um projeto piloto que visa em primeiro momento o levantamento territorial da cultura que existe no bairro de Itaim Paulista/ Curuca, realizado de forma inter-secretarial, evolvendo todos equipamentos Culturais independente de vinculo com secretaria, que poderá se firmar através da adesão do equipamento e seus gestores sendo facultativo a inserção dos mesmos.
Em um primeiro momento realiza-se a divulgação da proposta, criação de material como Cartazes, Fichas de Inscrições numeradas por equipamento e sincronizada com o modelo de base de dados do SNIIC – Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais do Ministério da Cultura.
Publicação no Diário Oficial de um Grupo de trabalho para realização e execução dos procedimentos a cima.
Projeto de Lei que formalize as intenções e ações a nível local como projeto piloto da Subprefeitura do Itaim Paulista.
Captação de dados de Forma online para facilitar a adesão mais rápida ao projeto ( envolve contratação de serviços de Internet banco de dados ), Divulgação dos números gerados pelo sistema a cada mês.
No fim de novembro um levantamento geral de todos os dados e ampliação do orçamento para eventos e Cultura para 2014, tendo como justificativa legal os dados levantados.
Em 2014 poderá se distribuir esta tecnologia gerada como modelo para outras subprefeituras e Órgãos.

“Atenção este é só um modelo de projeto que deve ser modificado melhorado para ação real como grupo de cultura e gestores.”

Anúncios

2 respostas para Mapeamento Cultural

  1. iracema disse:

    Andre Ruiz,tenho interesse em me cadastrar,faço apresentaçoes de contaçao de histórias,mas nâo tirei i DRT,ouvi cometàrios,é possivel passar informaçoes.

  2. iracema disse:

    Andre Ruiz,tenho interesse em me cadastrar,faço apresentaçoes de contaçao de histórias,mas nâo tirei o DRT,ouvi cometàrios,é possivel passar informaçoes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s